CÃES ENCONTRADOS MORTOS EM SANTA MARIA

September 16, 2016

Mais uma vez um caso de crueldade e maus tratos contra os animais choca a sociedade. Agora em Santa Maria/RS.

No dia 14 de setembro, cumprindo uma ação de despejo por falta de pagamento de aluguel, um oficial de justiça e dois advogados de uma imobiliária encontraram mais de 20 cães mortos na residência onde vivia Elis de Freitas Parode, integrante da ONG GASPA Amigos Fiéis. Além desses cães em adiantado estado de decomposição, foram encontradas ossadas de outros tantos.

 

Técnicos em anatomia ligados ao Departamento de Morfologia da Universidade Federal de Santa Maria estiveram no local. Segundo eles, “a decomposição aconteceu no ambiente natural. Então, demora muito mais tempo. A gente estima 10 meses da morte de alguns animais, mas há outros que podem estar aqui há 14 meses. Talvez haja casos em que a morte aconteceu muito antes disso”

 

Será feita necropsia para definir a causa da morte, que pode ter sido por envenenamento ou por inanição.

Para a proteção animal séria e organizada da cidade, embora tenha sido chocante, não chegou a ser uma surpresa, pois já haviam suspeitas de que Elis recolhia e matava os animais. Mas até agora não haviam conseguido provas. Mesmo assim, algumas protetoras denunciaram suas práticas nas redes sociais e foram processadas por Elis.

 

Algumas ONGs da cidade, sabendo que algo muito errado estava acontecendo nesses resgates, conseguiram impedir que a Prefeitura assinasse um convênio com o GASPA para recolhimento e atendimento dos animais.

O GASPA fazia resgates de animais atropelados, doentes, vítimas de maus tratos. As pessoas ligavam e prontamente eram atendidas, mas certamente não sabiam o destino que seria dado aos cães.

 

A ONG também resgatava por solicitação dos bombeiros e da Patrulha Ambiental, esta última, inclusive, foi alertada inúmeras vezes de que os animais recolhidos eram exterminados, e que chamasse outras ONGs para acompanhar os resgates, mas esse apelo nunca foi considerado.

Cada resgate feito pela “protetora” Elis era divulgado em sua página no Facebook, onde solicitava ajuda financeira, mas nunca mostrava a destinação dos animais.

 

O Clube Amigo dos Animais de Santa Maria, filiado ao MGDA, já tem advogado constituído para entrar judicialmente contra Elis de Freitas Parode por crime de maus tratos contra os animais.

As atualizações do caso serão divulgadas em nossa página.

Compartilhar
Comportilhar
Please reload

Posts Em Destaque
Posts Recentes

January 26, 2019

Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags
Siga
  • 1485290374_Mail
  • Facebook Basic Square

ESPERAMOS SEU CONTATO

Movimento Gaúcho de Defesa Animal
São Leopoldo/RS
Brasil

MGDA  2017

  • 1485290374_Mail
  • Facebook Social Icon