Brumadinho

January 26, 2019

 


Infelizmente, apenas três anos se passaram do rompimento da barragem em Mariana, e agora assistimos ao rompimento da barragem Mina do Feijão, em Brumadinho. 
Mais mortes, mais destruição ambiental. Seguiremos assistindo a impunidade reinando, o descaso das autoridades, a demora em atender as vítimas?


Não podemos permitir que a impunidade se repita e se mantenha.
A questão não é simplesmente encontrar culpados, isso não vai restaurar as vidas pedidas nem o ambiente destruído. Eles devem ser encontrados e punidos, mas a situação é mais complexa. Existem mais de vinte mil barragens em todo o país, sendo que mais de 40% não tem nenhuma licença ou autorização. Mais de 400 são consideradas de grande porte e precisam ser monitoradas. Centenas de barragens são de rejeitos de mineração.  Em três anos tivemos dois desastres de consequências ainda não calculadas, mas com causas conhecidas: negligência e falta de fiscalização. 


Enquanto a sociedade e o Poder Público não se conscientizarem de que a vida no planeta depende da consequência das suas ações, ou da falta delas, choraremos desastres cada vez maiores.
Ninguém tem o direito de destruir o planeta, não importa o motivo ou os interesses.

MGDA

Compartilhar
Comportilhar
Please reload

Posts Em Destaque
Posts Recentes

January 26, 2019

Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags
Siga
  • 1485290374_Mail
  • Facebook Basic Square

ESPERAMOS SEU CONTATO

Movimento Gaúcho de Defesa Animal
São Leopoldo/RS
Brasil

MGDA  2017

  • 1485290374_Mail
  • Facebook Social Icon